sábado, 8 de outubro de 2011

Conflitos da Ética e Privacidade em Redes Sociais


Estudos recentes liderados por Megan Moreno, da Universidade de Wisconsin-Madison, nos EUA, apontam para um possível relacionamento entre o comportamento de jovens que compartilham fotos ou mesmo textos que os mostram desacordados ou bêbados e tendências para o alcoolismo na "vida real" (1). A pesquisa traz um pouco mais de polêmica para o universo das Redes Sociais ao esbarrar em limites da ética e da privacidade.

Existem diversas pesquisas relacionando o comportamento nas Redes Sociais com a vida real. Nicholas Christakis, sociólogo e pesquisador de Harvard conduz estudos deste tipo há 20 anos e chegou a conclusões semelhantes, tendo publicado em 2009 o livro "Connected", onde o tema é discutido em detalhes (2, 3 e 4).

Os resultados do estudo da Dra. Moreno sugerem que adolescentes que demonstram hábitos relacionados com ingestão de bebidas alcoólicas no Facebook, por exemplo, deveriam ser monitorados e avaliados por escolas para identificar riscos de desenvolver o alcoolismo. Neste momento, surgem os questionamentos de privacidade e ética. Até que ponto é correto monitorar e usar conteúdo publicado por uma pessoa no Facebook para aspectos clínicos ou sociais?

Ética e Privacidade

A palavra "ética" está relacionada ao modo de viver, a estilos de vida, e tem como fundamentação teórica buscar a melhor forma de viver e conviver. Aborda aspectos privados e públicos. Utilizar informações publicadas em uma Rede Social como o Facebook, por exemplo, para análise clínica de uma pessoa ameaça cruzar a fronteira entre o privado e o público. Quando trazemos isso para o mundo corporativo o tema torna-se ainda mais crítico. Atualmente mais de 70% das empresas já consultam Redes Sociais, como o próprio Facebook e o LinkedIn, em processos de seleção e contratação. Como tratar o assunto?

Atualmente não existe um Código de Ética para as Redes Sociais públicas. Em termos jurídicos, nos últimos anos, começaram a surgir os primeiros "problemas". Recentemente um juíz federal norte-americano determinou que uma empresa que demitiu 5 funcionários por publicar conteúdo não apropriado sobre a empresa no Facebook fossem readmitidos (5). Muito interessante ler o texto publicado pelo juíz onde ele menciona explicitamente a troca de mensagens no Facebook, como parte do processo. Uma das recomendações do juíz é que qualquer empresa tenha um código de ética, ou de conduta social, que oriente seus funcionários sobre o comportamento correto em Redes Sociais, principalmente deixando claro o que a empresa entende como "não apropriado". A sentença determinou que a empresa não somente recontratasse os funcionários demitidos, mas que os pagasse e indenizasse pelo tempo em que ficaram desempregados.

Guidelines

A forma como uma empresa qualquer trata do tema tem impacto direto no clima organizacional. Sim, como os estudos apontam, é possível ter uma boa idéia sobre a vida pública de um candidato a emprego ou de um funcionário, visitando suas páginas públicas em sites de Redes Sociais como o Facebook, o Orkut, o LinkedIn ou outros mais. Como o estudo da Dra. Megan mostra, é possível até mesmo identificar comportamentos e, mais ainda, tendências comportamentais, como ao alcoolismo e tabagismo. A questão é como usar este tipo de informação pública, como se comportar em uma Rede Social pública.

Por isso mesmo, todas as partes envolvidas devem assumir os seus papéis.

À empresa, cabe manter um Guia de Uso de Redes Sociais, deixando claro o que é considerado correto e o que não é aceito como comportamento adequado. O guia deve ser claro e tentar definir as fronteiras entre as responsabilidades da empresa e do funcionário.

Ao usuário de uma Rede Social, cabe conhecer os "Termos e Condições" da Rede a que ele se afilia e suas responsabilidades. Como um usuário de um serviço qualquer, o membro de uma Rede Social tem suas responsabilidades e precisa respeitá-las. Veja, abaixo, alguns pontos que fazem parte do IBM Social Computing Guidelines (6):
  1. IBMistas são pessoalmente responsáveis pelo conteúdo publicado on-line, seja em um blog, em uma Rede Social ou em qualquer outro site que permita a publicação de conteúdo pelos usuários. Fique atento ao fato de que o que você publica vai ficar público por um longo tempo - proteja sua privacidade e tome os cuidados necessários para entender os Termos de Serviço de um site, antes de publicar conteúdo.

  2. Identifique-se - nome e, quando relevante, seu cargo na IBM - quando você discute assuntos relacionados com a IBM, tais como produtos ou serviços da IBM. Você deve deixar claro que está escrevendo em seu nome e não no nome da IBM.

  3. Se você publicar conteúdo on-line relevante para a IBM utilize uma ressalva (disclaimer) tal como: "O conteúdo publicado neste site é de minha responsabilidade e não representa, necessariamente, posições, estratégias ou opiniões da IBM".
O que vem por aí...

Assistiremos, nos próximos anos, a muitas transformações comportamentais e culturais em nossa sociedade. Estas mudanças terão impacto em nossas empresas e cada um de nós terá um papel e até mesmo uma missão neste processo. Participe, entenda seu papel, contribua. Estamos vivendo em uma sociedade cada vez mais colaborativa e a participação de cada um ganha força com as Redes Sociais. 

Fundamental saber que novos limites estão sendo escritos para o conceito de Privacidade, principalmente no mundo on-line. Entenda estes limites e saiba como lidar com eles. Seu futuro pessoal e profissional vai estar, cada vez mais, conectado ao de outras pessoas.

(1) http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2011/10/04/fotos-de-consumo-de-alcool-no-facebook-podem-ser-um-alerta-para-vicio-de-jovens-925501918.asp
(2) http://connectedthebook.com/pages/authors.html
(3) http://fgfmendes.blogspot.com/2011/06/seis-graus-de-separacao-e-tres-de.html
(4) http://fgfmendes.blogspot.com/2011/06/voce-me-deixa-doente.html
(5) http://thenextweb.com/facebook/2011/09/30/a-recent-new-york-court-ruling-alerts-employers-about-social-media-policy/
(6) http://www.ibm.com/blogs/zz/en/guidelines.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário